Artigos

Facebook cresce no mundo todo. E no Brasil?

Não é de hoje, que nós brasileiros, estamos atrasados em relação a web no mundo. Se por um lado ainda engatinhamos em ações online acreditando que apenas o banner na home do portal dá resultado, por outro, estamos ainda fãs do Orkut, ao passo que recentemente o Facebook foi avaliado em 50 bilhões de dólares, superando o valor de empresas como Boeing, Time Warner e, o veterano da web, Yahoo.

Recentemente, li que há expectativas de migração do Orkut para o Facebook o que pode ajudar no crescimento da ferramenta aqui no Brasil, mas sinceramente, ainda acho que será muito difícil que até 2013 a rede de Mark Zuckerberg passe o Orkut no Brasil, uma vez que este é 3 vezes maior em números de usuários que o Facebook, mas não só pela grande diferença entre as redes que vejo o Orkut dominando por aqui alguns anos ainda.

O que acontece, e essa é uma opinião que já ouvi de várias pessoas, é que o Orkut além de ser mais fácil de manusear, é um local onde a classe C e D está mais acostumada que o Facebook. Seus amigos e contatos já estão há tempos na rede do Google e por isso os usuários não tem porquê mudar de plataforma; lembremos que o Orkut surgiu aqui no Brasil em 2004 e o Facebook começou a fazer sucesso em 2008, ou seja, são 4 anos de história que os separam aqui no país.

Esses 4 anos representam também a história dos usuários dentro do Orkut. Pessoas se acostumaram a postar fotos de eventos pessoais que eram prazerosos a eles e isso está guardado. No começo o Orkut disponha de poucas fotos, mas quando liberou o número de fotos postadas, virou um grande concorrente do Flickr, e claro, se tornou – para o brasileiro – o seu álbum de fotos, o que, com certeza, ajudou no crescimento da ferramenta. Em um só local as pessoas poderiam subir fotos, conversar com amigos, interagir com marcas, conhecer novas pessoas.

Essas ações podem, claro, ser feitas no Facebook, mas pensemos que o consumidor online em muitos casos é preguiçoso e cômodo. Se ele tem a sua disposição em uma única ferramenta tudo o que precisa, porque vai migrar para outra e fazer a mesma coisa?

Claro, que o Facebook é maior no mundo todo, são mais de 500 milhões de usuários e estão rumando a passos largos para chegar a 1 bilhão de contas, assim como não duvido que um dia o Facebook passe o Orkut no Brasil, também não duvido que esse número (1 bilhão) seja algo tão difícil de acontecer.

O Facebook, para mim, é similar ao Google em sua história. O Google cresceu e dominou um mercado – de buscas – brigando com gigantes como Yahoo e AOL e venceu. O Facebook entrou de igual para igual com o Orkut e tem vencido. Google e Facebook tem tudo para ser, por muitos anos, as grandes marcas da web, porém, é importante dizer que não são concorrentes pois as pessoas buscam as ferramentas por motivos diferentes.

Sobre o Autor

Felipe Morais

Felipe Morais é especialista e autor do livro Planejamento Estratégico Digital. Professor da Pós Graduação em Marketing Digital da FIT, E-commerce School, Faculdade Trevisan, Miyashita Consulting, Digitalks entre outros. Palestrante e consultor de marketing digital. Atualmente é Gerente de Planejamento da Vostu.com e mantém o Blog do Planejamento.

2 Comentários

  • Eu gosto dos dois, porém é fato que a diversidade de diálogo é enorme no Orkut.
    Uma das questões que mais li contra o Facebook por usuários do Orkut é o fato das discussões ficarem mais voltadas ao "eu" de cada um do que num fórum.

  • Dizer que pelo fato dos brasileiros não userem o facebook são atrasados é simplesmente um absurdo. É valorizar mais o facebook por um motivo não-legítimo, o simples fato de ter mais estrangeiros inscritos do que no orkut.

    Acredito que o Facebook tem muitos méritos por crescer tanto e tão intensamente nos últimos tempos, e não sei explicar o motivo exato do fenômeno. Talvez por ser "addicting" a possibilidade de postar tantas vezes e com tanta frequência, e o seu design mais fortemente voltado pra "atualização de usuários" do que o orkut era.

    Mas ninguém discute o quanto o facebook é "one-sided" na questão da privacidade, pois até mesmo na inscrição consta que os seus dados cadastrados são de propriedade do facebook para fazer o que quiser. Será que é saudável confiar suas informações tão cegamente a uma empresa?

Deixe um comentário