Artigos

Ideias sem planejamento são apenas ideias

Não é de hoje que nós, brasileiros, somos um dos povos mais criativos do mundo, não apenas no mundo publicitário, mas em todas as áreas. Vide a televisão, novelas, programas de humor e isso apenas para ficar na área do entretenimento. O brasileiro tem a criatividade no seu DNA, poderia enumerar aqui uma série de caras como Washington Olivetto, Ronald Golias, José Bonifácio Oliveira Sobrinho, Silvio Santos entre outros, mas não é esse o objetivo do artigo.

Por esse fator, de sermos criativos, é que não é incomum termos pelo menos uma “grande ideia” por dia, se focarmos em agência de publicidade, seja digital ou não, ter ideias, grandes ideias, a ideia do ano é o que mais nos cobram, e não é apenas papel da criação ter ideia. Planejamento também tem essa responsabilidade, assim como a mídia, o atendimento, a produção, o pessoal de Redes Sociais, enfim, a agência tem que ser criativa como um todo.

Há tempos que eu luto para trabalhar ao lado da criação e agora na Tesla estou lado a lado com o diretor de criação da agência, o que tem agregado demais no planejamento, as ideias estão saindo com um direcionamento, com um foco e um entendimento de perfil da marca e do consumidor da marca. Isso que é necessário.

Como o próprio título do artigo diz, uma ideia sem planejamento é apenas uma ideia e que se não tiver foco, pode ser “linda” para ganhar Cannes e não para gerar retorno ao cliente, e qual o objetivo de uma agência se não resolver os problemas do cliente?

Já vi excelentes ideias em brainstorm que não estavam no momento do cliente e que nós, planners, tivemos que “vetar” porque entendíamos o momento do cliente e sabíamos que perder um tempo naquela ideia não daria em nada, seria melhor direcionar a criação em achar problemas na comunicação da empresa, junto conosco, e aí sim chegar à soluções. Algumas ações dessa forma tiveram grandes retornos. Sendo assim, o cliente sente a parceria na agência e claro mantém o relacionamento com a equipe.

Da mesma forma que já vi excelentes ideias de brainstorm não dar em nada, vi também clientes vetarem as ideias porque elas não estavam bem embasadas ou defendidas. Um bom planejamento tem que ter o objetivo, público-alvo, concorrência, estratégia, tática, mensuração e ROI. Esse esqueleto deixa o cliente mais confiante para que ele diga sim a campanha, projeto ou ação.

Vale ressaltar que em muitos casos quem decide por uma marca não conhece nada sobre Internet e por não conhecer fica difícil aprovar uma verba para algo. Isso acontece com qualquer pessoa, mas se a idéia for bem planejada e bem embasada, fica mais fácil convencer o anunciante. Ou não?

Sobre o Autor

Felipe Morais

Felipe Morais é especialista e autor do livro Planejamento Estratégico Digital. Professor da Pós Graduação em Marketing Digital da FIT, E-commerce School, Faculdade Trevisan, Miyashita Consulting, Digitalks entre outros. Palestrante e consultor de marketing digital. Atualmente é Gerente de Planejamento da Vostu.com e mantém o Blog do Planejamento.

Deixe um comentário