Artigos

Nove previsões para a comunicação em 2013

future-next-exit
Escrito por Paulo Moura

“Infografia e visualização de dados vão deixar de ser especializações dentro do jornalismo, o mesmo que o vídeo e o áudio. Vão ser integrais na educação de qualquer comunicador”.

(Alberto Cairo, professor e especialista em infográficos)

“Não se trata mais de onde a marca será vista, mas de SE será vista. Não é a plataforma, e sim a mensagem. Quanto mais emocional, melhor”.

(Bruno Scartozzoni, professor de storytelling e transmídia da ESPM)

“Mobilidade, instantaneidade e interação profunda entre organizações e pessoas via mídias sociais para o próximo ano”.

(Carol Terra, pesquisadora, professora e consultora em mídias sociais)

“Novas plataformas, curadoria de conteúdo, relevância. Esqueça os devices, foque em pessoas. Quem souber olhar com esses olhos e usar da experimentação, tem boas chances de se destacar nas redes”.

(Carol T. Moré, editora do blog Follow The Colours)

“Com a Copa no retrovisor, as empresas se familiarizam com o conceito de ativar o patrocínio e forçam o esporte a se profissionalizar mais”.

(Erich Beting, jornalista e sócio-diretor do portal Máquina do Esporte)

“Minha síntese para a comunicação em 2013: informação via plataformas digitais, o consumidor-repórter, aumento de infográficos e da semiótica jornalista -> imagens conceituais-factuais”

(Graça Taguti, professora dos cursos de Pós em Mídias Digitais, como IGEC, INFNET e SENAC)

“Entramos na 5ª geração do jornalismo digital, quando agente começa a fazer jornalismo, não mais para web, mas para tablet. Um jornalismo que tem uma cara completamente diferente: não só um jornalismo online, ele tem um quê do impresso na estrutura da revista, da organização; e, ao mesmo tempo, ele tem o braço direito do digital, da multimídia, do vídeo e da infografia ao qual você interage e tudo mais”.

(Pedro Dória, editor executivo do jornal O Globo)

“Em 2013 vai aumentar o imediatismo comunicacional via ‘mobile’. A informação será dominada pelas preferências dos utilizadores”.
(Pedro Teichgräber, jornalista da RTP e social networker)

“2013 será o ano da implantação dos grandes jornais brasileiros de alguma variação do modelo de paywall. A Folha implantou o seu em junho último, com resultados muito positivos. Deve ser o começo da era do conteúdo digital pago no Brasil”.
(Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha de S. Paulo)

Antecipamos aqui, com exclusividade, o que alguns dos  maiores  especialistas em marketing e jornalismo pensam sobre o que pode vir a acontecer com a comunicação em 2013. Você pode conferir a íntegra das previsões feitas para o VIRTA Press, newsletter mensal da Agência VIRTA, nesse link

Sobre o Autor

Paulo Moura

Sócio-diretor da Agência VIRTA. Formado em Jornalismo pela Universidade Católica de Santos, com pós-graduação em comunicação pela Faculdade Cásper Líbero e em economia pela Universidade Mackenzie.Possui especialização em novas mídias pela University of Florida.

Deixe um comentário