Artigos

Os 100 erros mais comuns Língua Portuguesa

Falar e escrever corretamente é um desafio para todos que pretendem se expressar com clareza, objetividade e coerência.

Para ajudar nessa tarefa, a Dr. Conteúdo produziu a apresentação abaixo, na qual são apresentados os cem erros mais comuns da Língua Portuguesa.

Conheça as armadilhas e não caia mais nelas. Mãos à obra. Estude! Bons textos e discursos para você!

P.S.: Incorpore em seu blog e compartilhe!

Sobre o Autor

Camila Carrano

Estudante de Comunicação e Marketing, Camila é estudiosa dentro das mídias sociais e busca a integração das áreas da comunicação. Produção de conteúdo, produção de eventos e assessoria de marketing também são experiências suas.

4 Comentários

  • Há alguns equívocos nessa lista.
    Alguns dicionários (o Houaiss é um deles) já aceitam o uso de "taxado" (erro número 40) com significado de "acusado". Da última versão do Houaiss eletrônico:
    "transitivo direto predicativo e pronominal
    4qualificar(-se), julgar(-se)
    Exs.: t. de excelente a intervenção da amiga
    taxaram-no de incapaz
    taxava-se de esperto"

    O mesmo Houaiss também aceita as formas "adéqua", "adéquo", "adéquam" (erro número 76)… e aceita o uso de "sequer" com significado de "nem mesmo", admitindo o uso sem a negativa (erro número 87).

    Acho que, dentre todos esses, o mais comum é o número 61, já que é cometido até por especialistas na língua (como revisores e tradutores). O 65 e o 66 também são muito comuns.

  • Leandro,

    A verdade é que existem muitas divergências entre os próprios grandes gramáticos e filólogos da nossa língua.
    Quanto ao erro 40, realmente tanto o Hoauiss quanto o Aurélio admitem a forma "taxar" como "avaliar", "julgar", "qualificar". No entanto, o Hoauiss adverte que "tachar" deve ser usado apenas para más qualidades. Veja: taxam-se de más ou boas qualidades as pessoas e as coisas — diferentemente do que ocorre com o verbo homônimo tachar, que significa 'pôr tacha, defeito': só se tacha alguém ou algo de más qualidades.
    Referente ao erro 76, é verdade, o Hoauiss e o Priberam (online) admitem a conjugação na íntegra do verbo adequar, aceitando as formas "eu adéquo", "tu adéquas" e outras tônicas em "e". Pelo menos até a versão anterior ao acordo, o Aurélio ainda suprimia essas formas.
    Ainda quanto à conjugação do verbo adequar, neste link http://drco.me/foXJkR, sobre verbos defectivos, eis que encontro isto: "Porém, a fixação dos modos de se conjugar os verbos depende muito dos falantes e, portanto, pode ser alterada, conforme os usuários da língua comecem a utilizar determinada forma. Este fato está ocorrendo com o verbo “adequar”, flexões como “adéquo”, “adeqúa” vem sendo empregadas pelos falantes. Quem sabe em breve todas as flexões deste verbo serão “corretas” para os gramáticos? Pois isso já aconteceu antes com os verbos polir, emergir, agir."
    Quanto a "sequer", realmente tanto o Hoauiss quanto o Aurélio admitem o uso sem necessariamente vir acompanhado de negação.
    Um exemplo do Aurélio sem negativa: “Tudo se arranjaria se ambos tivessem sequer um pouco de boa vontade.”
    Porém, o Houaiss considera o uso "modernamente quase sempre na negativa".

    Nós, revisores, às vezes nos vemos em apuros por casos como esses, para os quais, como eu disse acima, nem mesmo os maiores detentores dos conhecimentos da língua chegam a um consenso. Por isso, estudar mais e mais os pormenores do nosso complicadíssimo idioma sempre será pouco. Inclusive na minúcia, na atenção a cada detalhe e no estudo aprofundado é que reside a boa qualidade dos revisores.

    Obrigado pelos apontamentos! Certamente servirão para colocarmos como consideração nos slides acima.

    Um abraço e passe sempre por aqui, lendo, compartilhando e comentando.
    @New_Alexandria | @DrConteudo

  • Como jornalista e blogueiro eu me sinto na obrigação de agradecer pela publicação desse excelente post aqui no Mídia Boom.

    Apesar de alguns possíveis equívocos que detectei esses slides constituem um guia rápido e muito eficiente para tirar dúvidas rápidas quando estivermos produzindo conteúdo. Vou usar e recomendar!

Deixe uma resposta para Leandro Santos X