Artigos Empreendedorismo

Vamos demitir os Bons?

_MTn85McJw8
Escrito por Iuri Brito

Quer uma verdade? Uma que você não quer ouvir?
Anote: A sua empresa é você e as pessoas que trabalham nela… Se são ruins, boas ou excelentes, são exatamente a qualidade da sua empresa.

Isso mesmo, pare de fugir, se enganar ou mentir para sua agência de publicidade. Sua empresa é o exato resumo da sua equipe. Da mesma forma com que os políticos no Brasil, são o resumo do nosso povo, nada mais, nada menos. A verdade é essa e pode colocar um #prontofalei

Se são bons, os melhores ou na média ruins, essa é a sua empresa. E quer saber de quem é a culpa? Não meu amigo, dessa vez não é da Dilma. Se você é o boss, a culpa é sua. Sim, totalmente sua. E antes de falar qualquer coisa… quem é que contrata? Quem treina? E quem decide quem sai ou fica? Tudo isso no final é responsabilidade sua.

Ai ai ai, e agora José?

Me fale da sua equipe:

Hora da verdade, como é sua equipe? Pode colocar uma nota de zero a 10, pode usar os melhores e os piores como exemplo, responda, como são?

Você sabe que uma equipe boa, vai ter sempre um bom resultado, bom pagamento e uma boa evolução no mercado, certo? E fique muito feliz com isso, pois se o time é bom, ele até vai vencer, mas nada de esperar algo ótimo. Os bons, são bons, mas os melhores é outra conversa. Entendeu?

Agora vamos voltar a sua equipe. Você consegue listar quais são as funções vitais da sua empresa? O que é fundamental para o seu negócio? E pode ignorar as demais atividades (Em 70% dos casos são desnecessárias ou existem para cobrir as falhas nas funções vitais).

Segundo, consegue avaliar cada uma das pessoas que atuam nessas funções? E nada de ser passional ou acreditar no bom e velho ele-vai-melhorar. Seja imparcial (quase cruel) que você vai encontrar apenas 3 tipos: Os realmente excelentes, os excelentes na função errada e o resto. Isso mesmo, pode colocar no mesmo bolo os bons, ruins, mais e menos… tudo é resto.

Entendido? Preparado para fazer a conta? Qual o resultado? Feliz ou Assustado?
Assustado deveria ficar eu ao saber quanta gente você está fazendo perder tempo na vida, realizando uma função na qual são ruins, ou pelo menos, não excelentes. #pensenisso

Quantos você realmente precisa?

Vamos falar de mais uma verdade. (sim, hoje tirei o dia para aterrorizar a sua cabeça)
Conte qual o % de pessoas você listou como o resto? Seja colegas ou funcionários, qual a verdade? Sua conta deu 30%, 50% ou 90%? Seja qual for, anote: metade dessas você precisa trocar por outras pessoas, metade você precisa demitir.

Isso mesmo, essa sua empresa é uma enorme vaca com muita gente mamando. Uns existem por que você precisa, outros por que você acredita e outros apenas para cobrir os erros dos demais. Um desperdício de tempo, capacidade humana e recursos, fazendo uma massa de descontentes.

E de quem é a culpa? Se você for o dono… (ok, não vou repetir).

Vamos cortar os Bons?

Pensando que tempo é um recurso caro e limitado, inclusive o seu (você vai morrer bonitão), vamos parar de gastar com quem não merece…. mate os ruins, planeje como vai demitir / trocar os bons e pense ainda no seu negócio funcionando apenas com aqueles poucos ótimos. Cada um em uma função realmente importante, fazendo o que gosta, e acima de tudo, bem feito. Não aceite nada abaixo do excelente. Estou falando de um grupo para você ter orgulho de trabalhar, ajudar e evoluir.

Sem mais desculpas, pare agora de manter aquela equipe com cinco pessoas que UM poderia fazer tudo e em muito menos tempo. Demita logo esse seus bons e invista em apenas um… o excelente. Seja rápido. Seja eficiente. Seja o melhor. (ou é você que vai parar na minha lista).

E para quem acha a ideia muito radical e precisa de alguns passos para ajudar, aqui vai um ciclo gradual 5 etapas para pode fazer todos os anos e manter sua empresa afiada e excelente:

  1. Primeiro conheça as funções vitais do seu negócio e defina quem pode assumir cada função (anote somente o que realmente importa).
  2. Segundo conheça a sua equipe e saiba quem é excelente (manter), quem tem potencial não utilizado (apostar), quando demitir os bons (planejar) e quem você vai demitir agora (ruins).
  3. Com equipe menor, use a competência de quem ficou para simplificar processos, reduzir a burocracia e investir em quem ficou e merece (na dúvida pergunte para eles o que precisam).
  4. Com equipe excelente e empresa simplificada, agora é a sua vez de exigir o melhor e nada menos que o melhor de cada um. Você tem lugares certos, com as pessoas certas.
  5. Para fechar, refaça esse ciclo uma vez ao ano. Chame isso de faxina produtiva.

Pronto. Pare de brincar com o tempo das pessoas, capacidade e principalmente incompetência. No seu time, busque os melhores, contrate os melhores e invista nos melhores. Quem estiver fora dessa lista é apenas uma questão de tempo para ser cortado.

Então… Vamos demitir os bons?
Aguardo seu comentário, ideia e opinião. #vamosconversar

Sobre o Autor

Iuri Brito

Iuri Brito, o @GoUp no Twitter, é publicitário, mestre em planejamento, fundador da agência digital prumos.com e prêmio Talento Empreendedor. Hiperativo, vive hoje em New York e São Paulo.

Deixe um comentário